EVOLUTION OF TIME

EVOLUÇÃO DO TEMPO

Século

Ano

Evolução & Cronologia da Relojoaria

XXXI aC

3000aC

Aparecimento dos primeiros relógios de sol no Egipto, China e Mesopotânia. Surgindo mais tarde na Grécia.

XV aC

1400aC

Uso de relógios de água no Egipto (como mostra um exemplar exposto no museu do Cairo).

XI aC

1000

Referêcia aos primeiros relógios de combustão (velas, candeias de azeite etc) na China.

V aC

430 aC

Uso de relógios de água (CLEPSIDRAS - do grego "ladrão de água") na Grécia.

IV aC

300aC

Na Alexandria, Euclides estabelece os teoremas fundamentais da geometria.

IIIaC

287aC

Arquimédes inventa a roda dentada.

III

250

Referêcia aos primeiros relógios de areia - AMPULHETAS.

Até à Idade Média a divisão do dia em 24 horas não era conhecida. Por exemplo, na Grécia antiga o dia e a noite eram divididos em três períodos e em Roma o dia em 7 e a noite em 4.

XII

1176

Surge o mais antigo calendário cristão até hoje detectado em território português (Braga).

XIII

1260

Aproximadamente nesta altura surge o mais antigo sistema mecânico da relojoaria, dotado de apenas um ponteiro (horas) devido à sua baixa precisão.

XIV

1377

Registo do primeiro relógio mecânico em Portugal, equipando a Sé de Lisboa e é da autoria de um "mestre João, francês".

XIV

1410-90

Inúmeros navegadores portugueses e espanhóis “descobrem” um novo mundo com o auxílio dos relógios de sol de bolso com bússola.

XV

1459

Introdução da "corda" nos relógios.

XVI

 

1500

Peter Henlein está na origem da criação do primeiro centro de produção dos primeiros relógios portáteis, em Nuremberg.

1580

Dá-se início do fabrico de relógios em Genebra (Suiça).

XVII

1690

É introduzido o ponteiro dos minutos devido à precisão dos mecanismos.

1670

Faleceu um dos melhores relojoeiros de sempre – Edward East – relojoeiro casa-real britânica. Existe um exemplar em exposição permanente no Museu do Relógio (em Serpa).

XVIII

 

1704

Aparecimento dos primeiros rubis ("pedras"), ligado ao suíço Nicolas Fatio.

1730

Surge o primeiro Cuco, na floresta negra.

1750

Nasce o primeiro Cronómetro (instrumento de grande precisão).

1765

É introduzido o ponteiro dos segundos.

Por iniciativa do Marquês de Pombal, funda-se em Lisboa a Real Fábrica de Relógios, a primeira do género em Portugal.

1790

Breguet inventa o sistema anti-choque e surge com o magnífico turbilhão.

XIX

1850

Começam a ser fabricados componentes em série, sendo a fábrica ROSKOPF, uma das pioneiras e levando o relógio a todas as classes económicas.

Na segunda metade do século XIX os relojoeiros fabricam todo o tipo de grandes complicações, como: repetidores, fases da lua, musicais, multi-mostradores, calendários completos, alarmes, etc.

 

1865

Roskopf fabrica um relógio com um número reduzido de itens (conhecido como o relógio dos mais pobres, por ser um mecanismo muito barato).

1892

É fundada a fábrica nacional - A BOA REGULADORA, em Famalicão.

1895

É fundada a escola de relojoaria da Casa Pia de Lisboa, por Augusto Justiniano de Araújo.

XX

 

1906

Primeiros relógios de parede a pilhas.

1918

Surgem os relógios de parede alimentados à rede de distribuição elétrica.

1930

É fundada A BOA CONSTRUTORA, fábrica de relojoaria monumental em Almada.

1955

Primeiro relógio atómico de césio com uma precisão de 1 segundo em cada 300 anos.

1957

Primeiros relógios de pulso eletromecânicos.

1961

Yuri Gagarin (Ex-URSS) é o primeiro homem no espaço e consigo leva o primeiro relógio ao espaço (de marca POLJOT).

1968

Primeiros relógios de pulso a quartzo com mostradores e ponteiros convencionais (analógicos).

1969

Neil Armstrong (EUA) é o primeiro homem a pisar solo lunar, levando consigo um dos relógios mais populares de sempre: o Omega Speedmaster.

É apresentado publicamente o primeiro relógio cronógrafo com carga automática: o ZENITH EL PRIMERO, ainda hoje considerado por muitos críticos e colecionadores o melhor cronógrafo do mundo.

1971

Comercializados os primeiros relógios digitais LED (característicos por apresentarem os dígitos a vermelho).

1995

Abre ao público o MUSEU DO RELÓGIO, em Serpa. Instalado no Convento do Mosteirinho, alberga um colecção particular com cerca de 2300 peças, desde o século XVI até aos dias de hoje.

XXI

2002

O Museu do Relógio concebe em parceria com manufaturas alemãs e russas o seu primeiro relógio. Anualmente homenageia uma cidade ou região de Portugal.

2011

Inauguração do “MUSEU DO RELÓGIO-PÓLO DE ÉVORA”, no dia 17 de Dezembro.

2012

A 24 Janeiro faleceu vítima de doença prolongada o Fundador e Diretor do Museu do Relógio – ANTÓNIO TAVARES D’ALMEIDA – então reconhecido como o maior colecionador português de relógios mecânicos.

2015

O Museu do Relógio celebrou os seus XX anos com imensas iniciativas e lançamentos, de destacar o evento dos XX Anos com conferências, jantar de gala, leilão solidário e que levou até Serpa centenas de Amigos do Museu, tal como o Jantar Invertido na Casa do Alentejo, em Lisboa.

2018

Exposição OMEGA170, em parceria com o Turismo do Alentejo,ERT, visou promover no Pólo de Évora a celebração dos 170 anos da Omega com uma exposição com os mais raros/ interessantes 170 relógios desta marca todos provenientes de Amigos do Museu e colecionadores.

2020

O Museu do Relógio foi uma verdadeira vítima colateral da Pandemia Covid-19, tendo estado encerrado ao público mais de 5 meses, algo nunca antes ocorrido no 25 anos do Museu.

Actualmente apesar da relojoaria a pilhas ter conseguido o seu espaço no mercado, é a mecânica que continua a apaixonar os coleccionadores, pois esta é o resultado de 750 anos dedicados à arte.

É de salientar que é no mecanismo de um relógio que reside o seu valor de coleccionismo, independentemente do material da sua caixa.

Tuesday, Wednesday, Thursday and Friday
2pm > 5:30pm
Saturday, Sunday and Holidays
10am > 12:30pm and 2pm > 5:30pm
Monday
Closes
Total of Visits: 645625
On-line Users: 5